• Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Fale conosco   62 3212 4288

Rua 105 D nº 94, Setor Sul - Goiânia - Goiás

CEP 74080-320

© 2016 - Todos os direitos reservados à MBM Solução em Impressão

Aplicações da impressora 3DCloner ST nas áreas de educação e saúde

August 29, 2018

A impressão 3D é utilizada em diversas áreas, desde a construção civil até a gastronomia e também no campo da saúde.  Na área da saúde, existe a expectativa de que em aproximadamente 30 anos, as impressões 3D serão utilizadas para salvar milhares de vidas. Enfim resolvendo a questão de quem aguarda por um transplante de órgão, por exemplo.

 

 

 De acordo com especialistas em bioimpressão, demorará ao menos dez anos para que modelos tridimensionais de órgãos com vascularização, como o coração, comecem a ser testados em transplantes. Outras partes do corpo humano como pele e cartilagem já estão sendo desenvolvidas com sucesso para transplantes em pacientes vítimas de queimaduras.

 

Entretanto, no Brasil falta a aprovação das agências regulatórias para tornar esse tipo de possibilidade disponível. Ademais, a bioimpressão também é considerada uma alternativa para empresas de cosméticos que não querem utilizar testes em animais.

 

Confira algumas das aplicações de impressão 3D na medicina:

 

  • Simuladores

É possível imprimir modelos em 3D com tamanhos e texturas que simulam órgãos e outras parte do corpo humano, além de auxiliar na simulação de procedimentos cirúrgicos. A tendência é de que o recurso seja utilizado cada vez mais. Os simuladores podem ser usados em escolas de nível fundamental e médio, em cursos técnicos profissionalizantes e também em faculdades de medicina, para complementar o material didático, por isso, peças tridimensionais confeccionadas em escalas e cores diversas podem ser uma boa alternativa para a área da medicina.

 

 

  • Planejamento cirúrgico

Como dito acima, as impressoras 3D também podem ser usadas para a criação de modelos, em tamanho real, que replicam órgãos e outras partes da anatomia do paciente. Assim, o médico poderá estudar a patologia e planejar quais instrumentos utilizará antes de entrar em uma sala de cirurgia.

 

A impressão é feita a partir de um exame de tomografia ou de ressonância magnética. Outra qualidade da impressão 3D é que os seus custos podem ser relativamente modestos. 

 

Uma das entidades pioneiras neste campo de atuação no Brasil é o Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), localizado em Campinas, o centro é vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A instituição atende a casos do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo mais comum auxiliar em casos de reconstituição óssea resultantes de anomalias genéticas, tumores e acidentes.

 

 

  • Próteses

Uma das aplicações mais comuns da impressão 3D é para a criação de próteses. Com elas, o usuário pode ter uma peça artificial personalizada com tamanho e encaixe exatos. Recentemente, uma equipe de pesquisadores do CTI criou uma prótese facial humana com a tecnologia da impressão 3D. O paciente que recebeu o implante havia perdido parte do rosto como decorrência de um câncer.

 

No Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ainda não dá aval para próteses 3D personalizadas – apenas peças de tamanhos definidos podem ser fabricadas. No entanto, a entidade fez uma parceria com o CTI para regulamentar o uso da impressão 3D na medicina.

 

 

Please reload

Featured Posts

Outsourcing de impressão: parceria que traz tranquilidade

May 15, 2018

1/6
Please reload

Recent Posts

November 28, 2018

Please reload

Archive